Logo CineDica - Dica de Filmes
filmes Filmes assistir Séries assistir Netflix tv TV cinema Cinema artista Artistas lista Listas critico Amigos  Premium

Peter Weir

Confira a seguir as melhores dicas de filmes relacionadas ao artista Peter Weir no CineDica:
Perfil de Peter Weir
6.4
7
Peter Weir
Sobre Peter Weir: "Muito do trabalho é intuitivo. A resistência a detectar é apenas isso, uma espécie de evasão, um sentido que a análise de muito vai inibir a criatividade. Façam de suas vidas algo extraordinário."

Peter Weir nasceu em Sydney, na Austrália, em 21 de agosto de 1944, é conhecido por fazer filmes com dramas complexos que muitas vezes se concentram nas lutas emocionais de homens em mudanças do ambiente usando muita ação. O diretor australiano Peter Weir é considerado como um dos diretores mais talentosos do cinema, tanto em seu país natal e em Hollywood. Suas muitas realizações incluem produção de filmes que promoveram estrelas como Harrison Ford, Mel Gibson, e trouxeram Robin Williams e Jim Carrey para o reino dos filmes de ações "sérias", algo que faz com que Weir seja um diretor dos importantes ao tratar a vida interior dos homens.

Ele fez sua estréia como diretor em 1971 com “Tree To Go”, um esforço que passou despercebido pelo público e críticos. Seu próximo filme, “The Cars That Ate Paris” (1974), era uma comédia de horror com toques decididamente sombrios e saiu consideravelmente melhor do que seu esforço anterior. Mesmo a mais bem sucedida foi a adaptação de “Picnic at Hanging Rock” (Pic Nic Na Montanha Misteriosa), no ano seguinte. Um conto assombrado, surreal de alunas que desaparecem no interior, que recebeu a aclamação da crítica e se tornou um clássico cult. O mesmo poderia ser dito de “The Last Wave” (1977), um misterioso assassinato.

Weir primeiro alcançado reconhecimento internacional (assim como um Instituto de Cinema Australiano prêmio de Melhor Diretor), com “Gallipoli” em 1981. Estrelado por um então desconhecido Mel Gibson como um dos dois amigos que vão lutar na Primeira Guerra Mundial, ele foi aclamado pela crítica internacional, fazendo a fama de Weir fora da Austrália. Sua reputação foi reforçada no ano seguinte com ”The Year of Living Dangerously” (O Ano que Vivemos em Perigo), também estrelado por Gibson, assim como Sigourney Weaver. Um romance, no cenário da queda do regime da Indonésia Sukarno em 1965, foi exibido em competição no Festival de Cannes e revelou-se o primeiro grande sucesso comercial do diretor.

Com “Witness” (A Testemunha - 1985), Weir fez sua primeira excursão em solo americano, documentando um choque cultural visto a partir dos olhos de um policial ferido Filadélfia (Harrison Ford) se recuperando de seus ferimentos na fazenda de uma família Amish. Além de estabelecer Ford como um ator capaz de mais do que filmes de grande orçamento de ação, Testemunha ganhou Weir seu primeiro premio como Diretor, uma indicação ao Oscar. Menos bem sucedido foi o seu próximo filme e segunda colaboração com a Ford, uma adaptação de Paul Theroux, The Mosquito Coast (1986). Apesar material forte e um excelente elenco que incluiu Ford, Helen Mirren e River Phoenix, o filme não conseguiu encontrar o sucesso tanto com os críticos e nas audiências.

Weir recuperou em 1989 com a “Deads Poets Society” (Sociedade dos Poetas Mortos) e fez para Robin Williams que Witness tinha feito para a Ford o estrelato, ganhando também indicação ao Oscar, ganhou um César francês de Melhor Filme Estrangeiro. No próximo filme Weir fez uma direção completamente diferente em Green Card. A comédia romântica estrelada por Gérard Depardieu e Andie MacDowell, que foi amplamente considerado um agradável romance inconsequente, embora Weir tenha conseguido uma indicação ao Oscar de Melhor Roteiro Original .

Depois de uma recepção decepcionante para Fearless, um filme de 1993 estrelado por Jeff Bridges como um sobrevivente do acidente de avião tentando fazer o sentido de sua vida, Weir recuperou fortemente em 1998, com O Show de Truman. Estrelado por Jim Carrey em seu primeiro papel sério como um homem preso em um programa de TV sobre sua vida artificialmente construída, o filme foi um surreal, humor negro, assumi a obsessão da sociedade contemporânea com os meios de comunicação e de celebridades. Ele foi abraçado pela crítica e pelo público, ganhando Weir sua terceira indicação ao Oscar como Melhor Diretor, assim como uma série de outras honrarias.

Weir levou cinco anos para filmar O Show de Truman, mas quando filma o épico de Napoleão, a era da guerra naval “Master and Commander: The Far Side of the World” (Mestre dos Mares: O Lado Mais Distante do Mundo) surgiu em 2003, foi recebido com muitas críticas entusiasmadas e ganhou várias nomeações para os Prémios da Academia, incluindo Melhor Imagem e ainda um outro aceno de Melhor Diretor por Weir. O filme estrelado pelo colega australiano de Weir, Russell Crowe. Mais recentemente com uma recepção discreta fez outro drama épico “The Way Back” (Caminho da Liberdade), filme que trata de 3 homens fugindo pelas montanhas do Himalaia no Tibet. Ainda sem elenco e sem data para iniciar, o cineasta vai filmar o livro best-seller de suspense “The Keep”, da escritora norte-americana Jennifer Egan. A trama acompanha a viagem de dois primos norte-americanos, a um
TEMAS COMUNS:

TOTAL DE FILMES

COMO DIRETOR

COMO ROTEIRISTA

COMO COMPOSITOR

13

13
100%

6
46%

0
0%

por que a soma não é igual a 100%?

Todos os filmes de Peter Weir

   
Bom
nota do filme 6.4
Caminho da Liberdade
(2010)
Caminho da Liberdade
Bom
nota do filme 5.5
Mestre dos Mares - O Lado Mais Distante do Mundo
(2003)
Mestre dos Mares - O...
Bom
nota do filme 6.1
O Show de Truman
(1998)
O Show de Truman
Bom
nota do filme 5.0
Sem Medo de Viver
(1993)
Sem Medo de Viver
Netflix
Bom
nota do filme 5.5
Green Card - Passaporte para o Amor
(1990)
Green Card - Passapo...
Bom
nota do filme 6.5
Sociedade dos Poetas Mortos
(1989)
Sociedade dos Poetas...
Bom
nota do filme 3.6
A Costa do Mosquito
(1986)
A Costa do Mosquito
Bom
nota do filme 5.8
A Testemunha
(1985)
A Testemunha
Bom
nota do filme 3.7
O Ano Que Vivemos em Perigo
(1983)
O Ano Que Vivemos em...
Bom
nota do filme 4.2
Gallipoli
(1981)
Gallipoli
Bom
nota do filme 3.7
A Última Onda
(1977)
A Última Onda
Bom
nota do filme 3.8
Picnic na Montanha Misteriosa
(1975)
Picnic na Montanha M...
Bom
nota do filme 2.5
Violência por Acidente
(1974)
Violência por Aciden...
   

contato |  cadastro
© Copyright 2008 CineDica - Todos os direitos reservados